Ikweli | Assassinatos de pessoas com albinismo em Nampula


Perseguições e violações dos direitos humanos preocupam pessoas com albinismo e seus familiares


Em 2015 a prática criminosa atingiu o seu pico, tendo-se observando uma constante violação dos direitos humanos das pessoas com albinismo, incluindo o assassinato e tráfico de partes dos corpos das vítimas.

Apesar do número de casos ter reduzido desde então, a perseguição não deixou de existir. No dia 28 de Fevereiro, uma criança com albinismo de seis anos foi raptada na região de Pacone, Posto Administrativo de Mucuali (distrito de Larde). Três indivíduos  teriam feito uma sondagem para perceber com quem vivia o menor, tendo constado que o mesmo estava naquela noite apenas com a sua avô idosa. Não se conhece ainda os autores do crime.

A Polícia da República de Moçambique (PRM), na província de Nampula, diz que já está a investigar o caso para a possível detenção e responsabilização criminal dos autores do rapto. “Já encaminhamos este caso ao Ministério Público mas, também, continuamos a investigar o caso”, disse Zacarias Nacute, porta-voz da PRM em Nampula.



Em Larde, foi também assassinado um técnico de saúde com albinismo, prejudicando, para além da vítima e da sua família, toda a comunidade por ele assistida.

https://www.ikweli.co.mz/2019/03/05/albinos-voltam-a-ter-dias-dificeis-em-nampula/

Posts recentes

Ver tudo

© 2020. Kanimambo - Associação de Apoio ao Albinismo, ONGD